11-3077-3647

11-98330-0227

Depoimentos de Pacientes Médicos

Depoimento de um paciente médico:

Eu, H.G., médico, ao perceber que era portador da doença de Peyronie fui procurar me informar sobre isso e também sobre a existência de um especialista neste tipo de problema. É uma doença muito ingrata, que provoca uma deformidade no pênis e um grande problema psicológico associado.

Nós médicos sabemos que as chances de sucesso para o melhor diagnóstico e tratamento estão relacionadas à experiência, perícia e habilidade do médico sobre o problema, ainda mais em se tratando de pênis que é algo único e muito importante para nós homens.

Foi então que, ao procurar estas informações, descobri o Dr. Paulo Egydio. Li uma entrevista dele onde explicava sobre curvatura peniana e sobre a técnica desenvolvida por ele para correção da curvatura peniana, alongando o lado curto do pênis.

Após avaliação do seu currículo diferenciado e verificando tratar-se de um grande especialista em curvatura peniana, com larga experiência neste tipo de problema, resolvi procurá-lo.

Após a avaliação, senti-me totalmente seguro de que estava em ótimas mãos. Realizei o procedimento cirúrgico e minha vida melhorou muito, pois os resultados foram excelentes.

Paulo, um abraço do colega médico

H.G. Curitiba – PR – Brasil

SJR, 30 anos, médico

Sou médico, 30 anos, casado. Desde minha adolescência observava uma curvatura peniana lateral. Não ficava muito preocupado pois sempre entre amigos de escola escutava que o (pênis) de um era virado para um lado, o de outro era para outro lado, e eu achava que era normal ter uma curvatura peniana. Com o início das relações sexuais sentia uma certa dificuldade nos relacionamentos e algumas parceiras reclamavam de dor, mas eu achava que estava tudo certo comigo.

Fiz faculdade de medicina e quando passei pelo estágio de urologia estudamos a doença de Peyronie, que era uma curvatura peniana adquirida por traumas na relação sexual – e vimos slides com curvaturas peniana muito acentuadas e assustadoras - , mas sobre as curvaturas congênitas, pouco acentuadas, nunca foi dito uma única palavra. Continuava achando a minha curvatura normal...

Casei-me e após alguns anos conversando com minha esposa pude ver que nossas relações tinham alguma coisa de errado, o pênis saia fácil da vagina dela e ela sentia dor.

Foi então que conversando com ela pudemos chegar à conclusão que o problema poderia ser a curvatura de meu pênis. Fui então pesquisar e buscar ajuda.

Nas minhas pesquisas fiquei sabendo que existia uma doença que se chamava curvatura peniana do jovem, que era congênita, que poderia ser acentuada ou não e que poderia atrapalhar as relações sexuais – era o meu caso.

Só faltava aí achar o médico certo que poderia tratar meu caso, pois como disse anteriormente, essa é uma doença que durante meu curso de medicina nem foi citada e nem é muito conhecida entre outros colegas médicos e mesmo urologistas, pois todos acham que, se a curvatura é pequena ou se você já nasceu com ela, é tudo normal. Mas não era não..., minha curvatura era pequena, congênita e atrapalhava minha relação sexual – tinha coisa de errado.

Conversando com outros colegas, urologistas, na faculdade de medicina da universidade onde trabalhava fiquei sabendo de um urologista que tinha se especializado em tratar pênis curvos com uma técnica nova na época e tinha feito doutorado sobre o assunto – ele deveria ser a pessoa certa, saberia escutar meu problema, era a minha chance.

Marquei uma consulta com o Dr. Paulo Egydio e logo na primeira consulta ele me esclareceu que a curvatura do jovem é uma doença que atinge muitas pessoas, que é pouco conhecida, pouco divulgada e por isso mesmo, pouco tratada, mas que poderia atrapalhar muito as relações sexuais, tanto fisicamente quanto psicologicamente. Mas o melhor de tudo é que existia uma cirurgia que poderia corrigi - lá. Sai de seu consultório muito aliviado e feliz por ter encontrado alguém que poderia me tratar.

Conversei com minha esposa, ela me apoio em fazer a cirurgia, marquei e fiz a cirurgia. E hoje só posso dizer que minhas relações sexuais são muito melhores, minha esposa não tem dor, enfim, é uma relação sexual normal.

Sou muito grato ao Dr. Paulo Egydio.

SJR

Médico

São Paulo - SP - Brasil

Depoimento de um médico

Depoimento de um médico que vivenciou o problema e quais foram os requisitos do ponto de vista de um médico na busca de solução deste problema (Meu caso foi de curvatura peniana devido à doença de Peyronie, mas estes requisitos se aplicam também à curvatura do jovem):

Eu, J.J.C. (coloquei somente as iniciais do meu nome por questão de privacidade), médico, passo a contar em poucas palavras e de uma forma simples o problema que aconteceu comigo e, como médico, as decisões e atitudes que tomei para a sua solução.

Meu pênis começou a deformar e curvar de uma hora para a outra e foi deformando cada vez mais até provocar uma deformidade importante. Pesquisando sobre isso, descobri que estava com doença de Peyronie. Como todo homem deve se perguntar, eu também me perguntei: "Meu Deus, foi acontecer este problema bem comigo!?!". Não é fácil conviver com um problema desses, pois além do problema físico (deformidade no pênis) traz também uma grande repercussão de ordem psicológica (basta imaginar o que significa uma deformidade no pênis para nós homens) e só quem sente isso na pele pode descrever o que isso significa. Como homem, vendo o pênis deformado, com dificuldade e até impossibilidade de praticar o ato sexual, é preciso ter cabeça, força e procurar ajuda médica (pois existe solução).

Mas como acabou acontecendo comigo e simplesmente lamentar não me levaria a lugar algum, precisaria tomar uma atitude e procurar ajuda médica, com um especialista no assunto, para saber a dimensão do meu problema e como seria o tratamento.

A escolha do médico é de fundamental importância, ainda mais quando estamos tratando do nosso próprio pênis, a quem nós homens damos tanto valor, além do fato de que só temos um, ou seja, ele é único. Então, como diz o ditado popular, "todo cuidado é pouco".

Passo agora a desenvolver uma linha de raciocínio de como escolhi o médico para cuidar do meu problema, levando em consideração além do senso crítico que todos temos ao analisar uma situação, também o meu conhecimento como médico e meu senso crítico como médico.

Para aqueles que não sabem, a especialidade mais indicada para lidar com problema no pênis é a urologia e o médico que se especializa em urologia é o médico urologista, que se especializou e foi treinado para a avaliação, diagnóstico, acompanhamento e tratamento clínico e cirúrgico de problemas/doenças que acometem os rins, próstata, bexiga, uretra, ureter, testículos, vesículas seminais, pênis, entre outros. De um ponto de vista racional, este seria o primeiro passo, procurar um médico urologista.

Acontece que, com a evolução ao longo do tempo, a medicina está muito especializada. Assim como em outras especialidades, a urologia é uma área muito ampla e os urologistas acabam cuidando dos mais variados tipos de problemas (nos rins, próstata, bexiga, uretra, ureter, testículos, vesículas seminais, pênis, entre outros).

Como o problema de curvatura peniana é um problema particularmente não muito comum e, portanto, não muito comum para muitos urologistas na vivência diária de seus consultórios, e ainda mais por tratar-se do "meu pênis" (que significa muito para mim) seria preciso tomar mais alguns cuidados e, racionalmente, o próximo passo que segui foi então procurar um médico urologista que fosse especializado e/ou experiente neste tipo de problema (curvatura peniana), ou seja, um médico urologista que tivesse ampla experiência (que avaliasse e tratasse muitos casos frequentemente, diariamente). Porque nós médicos sabemos que quanto maior a especialização e experiência num determinado tipo de problema, maiores serão as chances de sucesso tanto na avaliação, no diagnóstico, na definição da melhor conduta a ser tomada (melhor tratamento), quanto na realização do melhor tratamento.

Nesta linha de raciocínio, levando em conta todos estes subsídios médicos, técnicos, racionais, críticos e lógicos, cheguei até o nome do Dr. Paulo Egydio.

Pesquisei o currículo do Dr. Paulo e pude verificar que se tratava de um currículo muito diferenciado, com especializações nesta área realizadas no exterior em grandes centros urológicos internacionais, além de ser reconhecido internacionalmente como grande especialista em curvatura peniana e ter ampla e vasta experiência neste tipo de problema. Em pesquisas que realizei encontrei publicações médicas e científicas e entrevistas dele, onde li tudo sobre sua técnica cirúrgica diferenciada, alongando o lado curto do pênis para a recuperação do maior tamanho possível de pênis (pois para quem não sabe a deformidade/curvatura peniana provoca uma perda de tamanho do pênis e as cirurgias tradicionais reduzem o lado longo do pênis para deixar do tamanho do lado curto para corrigir a curvatura e provocando considerável perda de tamanho, ao passo que a técnica do Dr. Paulo Egydio alonga o lado curto do pênis para deixar do tamanho do lado longo, recuperando tamanho peniano perdido com a deformidade). Nossa, com todas as pesquisas que realizei nem preciso dizer que aprendi muito sobre curvatura peniana, não é?!? Aí acabei de conseguir a segurança que estava procurando e, diga-se de passagem, bem procurada... afinal de contas era o "meu pênis" que estava em jogo.

Após todas estas avaliações, tive a certeza de que o Dr. Paulo Egydio era o médico certo a procurar. Agendei consulta e fui ao seu consultório. Saí da consulta e avaliação impressionado, tanto pelo atendimento que tive, quanto pelo conhecimento e experiência que ele tem sobre este problema, tirando todas as minhas dúvidas e medos.

Na avaliação foi diagnosticado que meu problema era cirúrgico. Senti-me totalmente seguro de que estaria confiando o "meu pênis" (que tanto estimo) à pessoa certa, ou melhor, ao médico certo. Foi então que agendamos a cirurgia e, após a realização da mesma, só tenho a agradecer ao Dr. Paulo Egydio. Foi um sucesso. A recuperação foi super rápida e voltei a levar uma vida normal, com qualidade de vida.

Agradeço à minha esposa pela compreensão e apoio frente ao problema e agradecemos (eu e minha esposa) ao Dr. Paulo Egydio por tudo, principalmente pelo excelente resultado.

Dr. Paulo, um grande abraço do colega de profissão

J.J.C.

São Paulo – SP – Brasil

Depoimentos de Pacientes Internacionais

Dear Dr. Paulo,

It was a pleasure to talk to you today! I was planning on writing you. First of all, let me thank you for the excellent operation! I am completely recovered and my sex-live has become completely normal again. It is nearly impossible to explain all the positive consequences of your intervention; certainly the psychological aspects of being cured are the most important of those. Once again, thank you very much!

My recovery has been problem-free. The daily hot baths have helped very well to take away the swelling. The Penis has become 99% straight again. In fact I have hardly had any pain after the operation.

The way you have organized my stay in Sao Paulo was also excellent, including the choice of hotel and clinic. From my point of view, any patient with this disease should travel to Sao Paulo and see you.

I will be pleased to tell your patient about the operation, my suffering before, and my happiness after it, and I can wholeheartedly recommend the operation to anyone suffering from Peyronie's disease. Please feel free to give my telephone number to any patient that wishes to hear about my experiences.

I look forward to hearing from you.

My best wishes to you and your colleagues!

Yours,

W.H. Espanha

Tradução do depoimento acima:

Querido Dr. Paulo,

Foi um prazer falar com o Senhor hoje! Eu estava planejando escrever para o Senhor. Primeiramente, gostaria de agradecer pela excelente cirurgia! Eu estou completamente recuperado e minha vida sexual está se tornando completamente normal novamente. É impossível explicar todas as conseqüências positivas da sua intervenção; certamente os aspéctos psicológicos solucionados são os mais importantes deles. Obrigado novamente.

Minha recuperação tem sido ótima. Diariamente os banhos quentes tem ajudado diminuir o inchaço. O pênis tornou-se 99% reto novamente. É fato que eu não tenho tido nenhuma dor depois da operação.

A forma como minha estadia foi organizada em São Paulo foi também excelente, incluindo a escolha do hotel e hospital. Do meu ponto de vista, qualquer paciente com esta doença deveria viajar até São Paulo e consultar com o Senhor.

Será um prazer dizer para os seus pacientes sobre a cirurgia, meu sofrimento antes e minha felicidade depois, e eu posso sinceramente recomendar a operação para qualquer pessoa que sofra da Doença de Peyronie. Por favor, sinta-se à vontade para dar o meu telefone para qualquer paciente que deseje ouvir sobre minha experiência.

Meus sinceros agradecimentos ao Senhor e sua equipe!

W.H.

Espanha

Prezado Dr. Paulo Egydio

Informo Vª. Exª. que me encontro completamente recuperado e que está tudo a decorrer dentro da normalidade.

É com prazer que volto a usufruir de uma vida sexual agradável graças à sua competência e talento, agradecendo toda a dedicação que me dispensou.

O trabalho que realizou será testemunho de que todas as pessoas portadoras da doença de Peyronie poderão voltar a ter uma vida sexual saudável.

Desejando que o futuro traga a si e à sua equipa as maiores felicidades e sucesso, subscrevo-me com consideração e estima.

J.A.C.

Portugal

Depoimento

Dr Paulo Egydio passados cerca de 8 meses da cirurgia que fiz de correção de peyronie em sua clinica , quero manifestar aqui meus maiores agradecimentos pela sua especial atenção.

Estou apto e a vontade para lhe dizer que esta tudo muito bem e posso afirmar que o seu trabalho foi mesmo um sucesso e desculpe o termo, mas em linguagem de economista eu acho que o resultado do custo beneficio do investimento que penso ter decidido fazer na hora devida e a tempo, me trouxe ganhos inimagináveis tais como , melhoria da saúde pela disposição a cada dia , alto astral sempre e mesmo naqueles dias dificeis de trabalho mas sabendo que ao encontrar a parceira estarei apto e disponível para uma relação a dois de qualidade e o ego sempre em alta, enfim só quem tinha o problema e fez a cirurgia pode mensurar os seus ínumeros beneficios.

Que Deus lhe proteja e lhe dê saúde para continuar com esse talento médico que o caracteriza para proporcionar as pessoas que o procuram o mesmo que me proporcionou .

A sua capacidade de trabalho como médico e como pessoa tem que ser destacada nesse depoimento. A tranquilidade que me transmitiu desde o primeiro minuto da consulta ,sugeriu a solução , exames pré cirurgicos , até a saida da clinica e retornos posteriores mais os contatos telefonicos fez a diferença durante todo o processo onde posso dizer que ao constatar o sucesso da cirurgia realizada no dia 19 de Outubro de 2007 quando entrei e sai da clinica no mesmo dia , eu curti cada minuto da recuperação em 45 dias , na expectativa da primeira experiência que posso lhe garantir que foi das melhores dos ultimos 30 anos. Atualmente com 58 para 59 anos em breve a regularidade que tenho vivido sexualmente me surpreende a cada dia fruto exclusivo da solução que encontrou para o meu problema .Obrigado muitas vezes

Quero deixar aqui o meu compromisso de sempre que precisar de algum depoimento ou aval do excelente trabalho que fez, seja onde for e para quem for , eu estarei a sua disposição.

Um grande Abraço

F.B.

Portugal

Dear Doctor Paulo Egydio,

My apologizes for being absent, but I have been very busy with the studies that has been almost two months that I didn't check my e-mails, and I'm feel very feel ashamed for don't give notice about me before.

In brief words, I know more what to say. The only thing that I know that you is a saint, a rescuer of lives, and I am perfectly fine, I feel like another person, sometimes I think that I born again. I believe more me, I am a person more insider. The performance of my penis has been wonderful, already it improved a lot after the surgery.

I have an active life sexual, I had been in Angola in June, my mother is very happy, I am very thankful for all that you made for me. We are thinking go to Brazil in the next year, for one more time to be examined for you after the surgery.

Doctor unhappily I have that to go because I have that has to be finished for tomorrow. As soon as I have a better chance I will write again.

My wishes of the Best for you.

Sincerely,

K.A.

África do Sul

Tradução do depoimento acima:

Prezado doutor Paulo Egydio,

Peço milhões de desculpas por estar tão ausente, mas tenho estado muito ocupado com os estudos que parace mentira não vejo meus e-mails a quase dois meses, e sinto-me muito envergonhado por não ter dado notícias a mais tempo.

Em breve palavras, nem sei mais o que dizer só sei que o senhor é um santo, um salvador de vidas, eu estou perfeitamente bem, sinto-me outra pessoa, até as vezes fico com a impressão que voltei a nascer, acredito mais em mim, sou uma pessoa mais confiante.

O desempenho do meu pênis tem sido maravilhoso, já melhorou bastante desde então, tenho uma vida sexual ativa, estive em Angola em junho, a minha mãe está muito feliz, agradeço muito o que o senhor fez por mim, estamos pensando em ir ao Brazil no ano que vêm, para eu mais uma vez ser observado pelo senhor.

Doutor infelizmente tenho que ir, tenho que terminar um projeto para amanhã, assim que tiver uma melhor oportunidade escreverei com mais calma. Um grande abraço para você.

Atenciosamente

K.A.

África do Sul

Jay Martin Debaca

Estados Unidos (EUA)

Paciente enviou este depoimento com foto e autorizou veiculá-lo na internet.

Tradução do depoimento acima

Este paciente já tinha feito 7 cirurgias com médicos americanos conceituados, sem sucesso. Após tudo isso, passou com o conceituado urologista americano Dr. Fred Grossman (de Denver, no Colorado), que ao avaliar o caso do paciente, indicou o Dr. Paulo Egydio no Brasil para resolver o problema dele.

À quem possa interessar:

É com grande prazer que eu estou me apresentando. Eu me antecipo escrevendo esta introdução apresentando a você o médico que tem dedicado inteiramente sua pesquisa, estudo e habilidades cirúrgicas na área da urologia - andrologia.

Infelizes são as circunstâncias que envolvem o fato de nos conhecermos, entretanto eu estou escrevendo este depoimento para oferecer o meu apoio a você e sua equipe. É com grande honra que eu apresento o Dr. Paulo Egydio.

Depois de muitos anos de total angústia, e pesquisando uma solução para o meu complicado problema, eu entrei em uma depressão muito grave. Acredito que isto tenha levado ao câncer. Depois de um ano de cirurgia, quimioterapia e radioterapia, foi me concedido uma nova oportunidade de apreciar a vida.

Eu comecei a viajar desenvolvendo uma atitude positiva em relação à vida, e reabilitando meu corpo frágil e debilitado após o tratamento do câncer. Minhas viagens me conduziram ao médico que desde então recuperou minha masculinidade. É impressionante como o corpo humano se adapta as mudanças em sua saúde. É igualmente maravilhoso para mim ter meu potencial de masculinidade inteiramente restabelecido através das habilidades médicas do Dr. Paulo Egydio. Sua pesquisa e técnica têm sido apresentadas pelo mundo todo.

Honestidade é essencial no mútuo relacionamento que você irá receber. Este médico minuciosamente irá ouvir as suas necessidades e irá responder com total sinceridade. Independente de sua idade, ou necessidade médica o Dr. Paulo Egydio irá fornecer a você recomendações viáveis.

Devido a pessoais circunstâncias de minha condição corporal, seria um prazer para mim ajudá-lo de alguma maneira para oferecer coragem e inspiração. Eu considero que a confiança é de importância primordial para lidar com qualquer problema de saúde do homem. Como parte da minha gratidão, estou grato a você e outros homens que nos ajudam a atingir integralmente nossas potencialidades.

O Brasil é um país abençoado por ter um médico com tais habilidades e prestígio. Minha cirurgia foi realizada no Hospital Albert Einstein, o qual é referência mundial em excelência. Posteriormente eu me informei que o Brasil possui os profissionais da área da saúde e equipamentos fiscalizados sob diretrizes muito rígidas. Você pode estar seguro da excelência e profissionalismo em todos os níveis da urologia - andrologia com o Dr. Paulo Egydio.

Eu estou confiante e espero que você encontre esperança e a cura, e como eu desfrute dos prazeres da vida. Eu estou muito feliz em poder discutir com você meu problema pessoal.

Atenciosamente,

Jay Martin Debaca

Estados Unidos (EUA)

Depoimentos de Pacientes Nacionais

Meu primeiro ano

Caro Dr. Paulo, como vai?

Há exatamente um ano que terminou uma preocupação de outros longos anos. Um momento que, semanas antes, havia sido marcado por orientações profissionais - e pessoais - de alguém extremamente competente que se dispôs a me ouvir, entender, esclarecer dúvidas e o mais importante: ter me dado a chance de obter uma solução e permitir que eu pudesse ver/sentir a vida de outra maneira.

Parece até que estou me referindo a alguém que fez um parto. Na essência, acho que foi um pouco assim. Esse alguém acabou trazendo mesmo uma vida. Só que desta vez para seguir adiante... sem curvas (nada contra, mas é que as curvas ficam melhores em outros contornos!)

Portanto, aqui vai- mais uma vez - o meu muito obrigado a quem tenho muita consideração e respeito. Tenha a certeza de que o "ex-Pênis Curvo" tem cumprido bem a sua missão nas ocasiões apropriadas (claro que vou lhe poupar dos detalhes...).

Mesmo hoje, aos 34 anos, ou com um ano de idade, sei que tenho muito a aprender; entretanto, com mais segurança em relação a tudo. Obrigado pelo apoio. Viver é algo realmente bacana.

Sucesso,

L.S.

São Paulo – SP – Brasil

Doutor Paulo Egydio,

Aqui é o A. S. F. (foi omitido o nome do paciente), seu paciente de Brasilia. É com muita alegria e felicidade que comunico ao senhor que o processo de recuperação da minha cirurgia realizada no dia 10/12/2004 está evoluindo com sucesso. estou seguindo todas as recomendações.

Agradeço pelo seu empenho e dedicação dispensados a mim antes, durante e depois da cirurgia para a extinção da curvatura do meu pênis, podendo a partir de agora levar uma vida normal.

Meu estado emocional e psicológico melhoraram muito após a cirurgia. Me sinto outra pessoa, com mais disposição e tranquilidade.

Assim que tiver condições encaminharei as fotos do pênis corrigido e recuperado.

Que Deus continue iluminando a sua capacidade profissional e de toda a sua equipe.

A.S.F. (paciente) e J.F.S. (Pai do paciente)

Brasília – DF - Brasil

Prezado Dr. Paulo,

Estou muito satisfeito com o resultado da cirurgia. O pênis fica devidamente ereto (direção) com a excitação. Com a retirada da pele que sobrava, agora ela irrita menos ou não irrita.

Só tenho a agradecê-lo por isso, pela nova vida! Estou certo de que não haveria alternativa melhor!

Muito obrigado!

Atenciosamente,

E.A.A.

Maringá – PR – Brasil

Como vai Dr. Paulo.

Escrevo para lhe informar que estou muito bem, ja tirei a venda e o resultado ficou ótimo e continuo tomando o antibióticos até a quinta, e também quero lhe agradecer e a sua equipe pelo apoio durante esses meses e dizer que sou uma outra pessoa de quando lhe procurei pela primeira vez. Ao longo da minha vida, quando tiver algum problema referente a Urologia fique certo que procurareri o Sr. Dr. Paulo. Agradeço muito pela seriedade e responsabilidade com que me atenderam.

P.P.

Porto Alegre – RS – Brasil

Olá Dr. Paulo,

Tudo bem? Espero que sim.

Estou lhe escrevendo, dessa vez, apenas para agradecer por tudo que o Sr fez por mim.

Muito obrigado mesmo. Posso dizer, sem exagero, que devo minha felicidade ao Sr.

Além de muita gratidão, tenho pelo Sr muita admiração. Não apenas pelo fato do Sr ser o médico que é, mas também pela pessoa que é. Se não fosse sua compreensão e sensilbilidade com certeza minha vida seria diferente hoje, para pior.

O Sr é uma daquelas raras pessoas que vem ao mundo para fazer a diferença. Muita diferença. Que Deus continue o abençoando, como certamente já vem fazendo.

Não sei exatamente porque não lhe escrevi ou liguei antes. Já faz quase 1 ano desde a cirurgia. Acho que eu estava esperando talvez "ficar tudo perfeito" para contar ao Sr. Parar de fumar, ter o trabalho que quero, a namorada que quero, etc. Isso ainda não aconteceu mas certamente está a caminho de acontecer. E devo isso ao senhor.

Hoje em dia, não tenho mais a preocupação que eu tinha com relação à minha anatomia. Não fico mais pensando nos problemas que ficaram para trás. Hoje estou com a cabeça livre para pensar em outras coisas importantes na vida e buscar meus outros objetivos.

Mais uma vez, muito obrigado por tudo que o Sr fez por mim.

Um grande abraço. Que Deus os abençoe.

T.A.H.

Curitiba – PR – Brasil

Dr. Paulo,

As meninas estão adorando o brinquedo novo.

Novo em termos, agora reestilizado de uma forma mais precisa.

A minha vida sexual está bem ativa, não há comparações com antes da operação.

Tudo flui naturalmente, e isto reflete em outros campos da minha vida, mais rapidamente no profissional.

Há mais auto confiança, desta forma estou seguro para tomar atitudes quando a vida pede.

No mais, tudo em ordem. E agradeço imensamente ao Sr. por ter desenvolvido esta técnica e saber executá-Ia com tamanha competência.

Sem mais, despeço-me agradecendo pelo feito (que com certeza tem a mão do Divino Mestre)

A.L.B.G.

São Paulo – SP – Brasil

Prezado Doutor Paulo,

Neste período de sete meses após a cirurgia de correção da Peyronie, por várias vezes tentei escrever para o Senhor algumas palavras que demonstrassem a minha imensa alegria e gratidão, mais sempre que esboçava algumas linhas, no final acabava achando que aquelas palavras não conseguiam mensurar o tamanho do meu contentamento.

Doutor o Sr. corrigindo esse MAL que tanto aflige o homem, o Sr. restaurou a minha auto-estima e vontade de viver. Acabou com a minha depressão. Nasci de novo.

Doutor Paulo, a sua paciência, o jeito que o Sr. explica o problema, a atenção que o Sr. desprende ao paciente, e a firmeza de suas palavras quando nos mostra a simplicidade da sua técnica na correção dessa doença, inspiram confiança e credibilidade, tanto que na primeira consulta me senti seguro para marcarmos a cirurgia.

Doutor Paulo, desejo que o Sr. tenha muita Paz e muita Saúde, e espero que o Sr. divulgue a sua técnica, para que cada vez mais e mais pessoas que sofram da Doença de Peyronie tenham acesso ao seu tratamento.

Despeço-me, ainda achando que estas poucas linhas não foram suficientes para demonstrar o tamanho da minha felicidade por ter sido curado pela "Técnica de Egydio".

Muito obrigado. Minha eterna gratidão.

P.R.F.

São Paulo – SP – Brasil

Minas Gerais, 06 de junho de 2003.

Caro Dr. Paulo Egydio,

Quero expressar meu agradecimento e reconhecimento pela solução para meu problema pessoal. Escrevo esta carta recordando e relatando toda a experiência que vivenciei até encontrar paz e tranqüilidade pela minha decisão de procurá-lo. Espero que as informações aqui relatadas possam ser lidas por outras pessoas que tenham o mesmo problema (DOENÇA DE PEYRONIE), e auxiliem-nas a tomarem suas decisões pessoais.

Rememorando os acontecimentos, em outubro/2001, comecei a sentir dores no pênis (quando em ereção), com dobra na ponta, afinamento e com o passar do tempo, acentuou-se a dificuldade de satisfação no ato sexual. Ao problema físico, aliava-se o início de uma depressão, pelo constrangimento pessoal e vergonha inicial, pela falta de informações e pela queda na minha auto estima e na segurança.

Ao procurar o primeiro apoio médico, ainda na cidade de Brasília, foi-me informado enfaticamente que "a causa não estaria bem definida", havendo hipóteses como genética, traumas no local da região pubiana durante o ato sexual, preocupações, stress, estafa, medicamentos alopatas, ou seja, de tudo um pouco. A indicação médica era pela amenização da dor que sentia, com utilização de Vitamina E – 1.000 mg diariamente, o que realmente aconteceu. Para solução definitiva , o profissional me esclareceu ( será ? ) que somente a prótese poderia contornar o problema.

PRÓTESE? COMO ASSIM? PERGUNTAVA EU. Com inúmeras dúvidas na cabeça e consultando outros dois médicos urologistas na área, me informaram que realmente era caso para prótese, mas que com certeza é um recurso final, pois é um corpo estranho no organismo e que parte das próteses realizadas apresentam problemas.

ATENÇÃO àqueles que optarem por prótese, pois descobri que existem as importadas e as similares nacionais, mas como meu convênio negou a prótese importada, alegando que existia similar nacional, os profissionais médicos que iriam realizar a cirurgia me informaram que eu teria que assinar um termo de responsabilidade dando ciência que a prótese do meu plano não oferecia tanta segurança quanto a outra.

Com uma orientação destas, apesar de tudo pronto no hospital para realização da cirurgia para implante de prótese, desisti na hora, pois cobaia de produto de qualidade não comprovada, eu é que não seria. Devolvi toda a papelada, laudos médicos e indicações para a área de administração de meu convênio, com meus protestos por somente autorizar o produto nacional (não sou eu o médico para saber se o produto é bom ou não), e solicitei uma manifestação médica sobre o caso. Até hoje, não recebi nenhuma resposta. Silêncio total.

Tudo certo? Claro que não. Não havia ainda encontrado alternativa, meu problema se acentuava e não dispunha de condições imediatas para adquirir uma prótese importada. A vida é engraçada e nela tudo passa. Um sinal me apareceu quando pessoa de minha família, tentando obter outras informações sobre a DOENÇA DE PEYRONIE na internet, encontrou o site do Dr. Paulo Egydio.

Eram informações amplas sobe a doença, com relatos, detalhamento, questões sobre próteses e acima de tudo, alternativas. Descobri que este especialista (Dr. Paulo Egydio), após anos de estudo e pesquisa, havia desenvolvido um técnica para correção da doença, SEM PRÓTESE. Encontrei informações também em reportagens de Jornais de São Paulo, onde tinha o currículo deste profissional.

Me espantei que os outros médicos que consultei nem tivessem citado a existência desta alternativa, que é uma técnica patenteada e protegida em 23 países. Descobri isto quando decidi ir a São Paulo realizar um consulta na clínica do Dr. Paulo, onde tive oportunidade de ver uma série de documentos, reportagens, diplomas, congressos médicos que ele participou e muita, muita informação.

A informação me gerou confiança, e a confiança a coragem para me submeter a uma micro-cirurgia realizada no dia 08.03.2003, no Hospital 9 de Julho, que durou mais ou menos 5 horas. No dia seguinte à cirurgia, retornei para minha cidade para o período de pós operatório. Foram pequenos cuidados por mais de 60 dias, mas que não atrapalharam minha vida. Durante toda a recuperação, contatei por diversas vezes com o Dr. Paulo, que me atendeu sempre muito bem, apesar da distância em que resido de São Paulo. Me senti confortável com o interesse do Dr. Paulo em acompanhar todo meu pós operatório. Sempre que tive dúvidas, fui atendido por telefone por ele, na hora, ou se não fosse urgência, no mesmo dia ele retornava minha ligação.

Este é meu relato e a você, Dr. Paulo, agradeço a sua competência e o perfeccionismo que busca em suas micro-cirurgias. Parabéns pela sua descoberta de que o problema pode sim ser sanado sem implante e pela sua busca contínua de melhorias. A toda sua equipe, pela atenção, respeito e profissionalismo. À sua secretária e assessora Marly, um agradecimento especial, pela competência em geral; e apoio ao transmitir, quando por telefone, todas as minhas observações a você.

A todas as pessoas que tiverem acesso a este relato, gostaria de dizer que a vida sempre é risco e algumas decisões afetam o resto de nossas vidas. As decisões são pessoais e cada um deve fazer a sua. Busquem sempre a informação.

Para registro de vocês, ESTOU MUITO BEM, RECUPERADO EM TODOS OS SENTIDOS e provavelmente jamais terei de submeter a um implante de prótese.

Um abraço amigo ao médico amigo,

C. G. B.

Minas Gerais – MG – Brasil

Em tempo: Tudo aqui poderá ser utilizado pela Clínica para transcrição e divulgação, desde que omitido meu nome e dados exclusivamente pessoais.

Prezado Dr. Paulo Henrique Egydio

Após 30 meses - (2 anos e meio), da cirurgia de correção das curvaturas (para cima e para o lado) do meu pênis, que estava totalmente deformado pela "doença de Peyronie", sinto-me no dever de dizer-lhe: O SUCESSO FOI TOTAL.

Com meus 61 anos de idade, estou satisfeito, confiante e feliz por tê-la feito.

Parabenizo-o, pela sua técnica, que foi desenvolvida a custo de muito estudo e trabalho, mas tenha certeza, nos anais da medicina o seu nome ficará gravado.

Um abraço.

A.W.S.

Ribeirão Preto – SP – Brasil

Depoimento

Eu, R.C.S., autorizo o Dr. Paulo H. Egydio, urologista, divulgar este meu depoimento para fins científicos.

Quatro anos de tratamento, muita medicação sem nenhum resultado positivo, sempre aconselhado por todos os médicos a fazer cirurgia de corte da pele do lado direito para diminuir a curvatura do lado esquerdo.

Não aceitando a cirurgia por ser ineficaz pois não curava e diminuía o pênis em até 2 cm no comprimento, resolvi procurar aconselhamento no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP ou algum médico que resolvesse o meu problema.

Por sorte fui encaminhado ao Urologista Dr. Paulo H. Egydio, especialista em Peyronie. Após vários exames fui operado e hoje estou 100% curado.

Sou muito grato ao Urologista Dr. Paulo H. Egydio pela minha cura.

R.C.S.

A.S.R.

Campo Grande – MS – Brasil

Depoimentos de Pais de Pacientes

Dr. Paulo,

A demora deste e-mail é devido ao estado de euforia que se estende a toda a família em um agradecimento contínuo e satisfatório que o rosto do meu filho e seu pai demonstram desde então, deixando-me feliz.

Diante de pequenas coisas de extrema delicadeza com repercussão psicológica vasta e pelo meu filho ainda ter apenas 15 anos estávamos prevendo algo que poderia ser um enorme problema no futuro.

No início do ano letivo ele falou uma frase que demonstra tudo o que quero dizer e mesmo que eu achasse que não era ainda um problema tão grande, depois desta colocação por parte dele, imaginei-me realmente diante de um final feliz para esta etapa de sua vida. "Mãe estão acontecendo coisas estranhas comigo como se eu olhasse as pessoas e acontecimentos a minha volta, de modo diferente, sinto-me mais popular e livre. Sem medo de ser feliz ...."

A cirurgia foi um verdadeiro sucesso com resultado perfeito. Paulo se não fosse você, seu excelente profissionalismo, a tua relação conosco transmitindo tanta confiança, sua habilidade e experiência profissional, este momento mágico não teria acontecido em nossas vidas.

Obrigada.

Um abraço Marta

Dr. PAULO HENRIQUE EGYDIO

Tecer comparações é quase que impossível, porém lhe comparo à um hábil e preciso piloto responsável por várias vidas no vôo, ou por cruzar um oceano desconhecido numa navegação lógica.

O Dr. Paulo Henrique Egydio é piloto da saúde!

Sua habilidade, capacidade técnica, responsabilidade, coerência, dedicação, conhecimento, movimentos precisos, senso de estética, senso de observação, paciência, boa índole, conduzirá muitos com segurança a um estado pleno de satisfação.

Assim como o universo se move guardando parâmetros e constantes intrínsecas, o seu equilíbrio é benéfico.

As suas mãos transformaram a minha saúde física e mental e a dos meus dois meninos, um de dois anos e sete e o outro de três anos e nove meses, para bem melhor depois de ter conduzido as nossas cirurgias das curvaturas penianas de forma madura e segura.

Estamos muito felizes por ter tido a chance de nos ter tratado com você.

Sim eu tenho palavras para lhe agradecer: Um infinito muito obrigado se é assim que posso expressar o meu mais interior agradecimento pela grande chance de uma vida melhor para nós três.

Muitas pessoas que passaram por esse nosso planeta, transformaram sua existência em algo produtivo para a humanidade. Acrescentaram ao invés de diminuir.

Sua boa vontade, boas intenções, bons pensamentos, excelente habilidade lhe coloca entre aos que aqui vieram para melhorar a vida de todos.

Poucos têm a chance de ser tão abrangentes na sua atividade.

Sua busca pelo tratamento da curvatura peniana é tão profunda quanto a dor e o sofrimento daqueles que a possuem.

Nós os possuidores já não mais estamos sozinhos.

Suas mãos nos alcançam.

Suas mãos resolvem.

Suas mãos curam.

Imaginar o inimaginável na correção peniana, é sonhar.

Realizar o inimaginável é ter uma nova direção, um novo rumo.

Assim eu me sinto, e também em relação às crianças.

Que a sua vontade seja sempre satisfeita. Todos se beneficiarão com isso.

Parabéns para você

Parabéns pela sua sabedoria. Muitas felicidades

V.W. (Filhos A.M.W. e N.A.W.)

Paraná – Brasil - 12/02/2009

Dr. Paulo Egydio,

Após alguns anos, é com alegria que venho até você para agradecer pela cirurgia que realizou em meu filho R.Z.

Seu empenho profissional admirável que lembro até hoje, seu cuidado em enviar a enfermeira com noticias para acalmar o pai muito preocupado durante a cirurgia, seu trabalho e técnica perfeitos.

Meu filho hoje é feliz e nunca mais teve problemas quanto à curvatura pronunciada que existia.

Então agradeço e peço a Deus que lhe dê saúde e felicidade para que continue este trabalho maravilhoso utilizando as técnicas por você desenvolvidas.

Um grande abraço,

A.Z. (pai de R.Z.) Paraná – Brasil

Às mães de filhos homens

Quando meu filho era ainda um bebê, todas as vezes que eu ia trocar suas fraldas e seu pipi ainda estava durinho percebia uma curvatura para baixo, fui perguntando aos familiares e todo mundo me dizia, é assim mesmo quando crescer fica tudo certo.

Mas eu estava muito desconfiada que tinha alguma coisa muito errada, como o pênis poderia ter uma curvatura no meio e para baixo? Comecei a procurar alguns urologistas e nenhum deles parecia entender o que eu estava dizendo, que meu filho ficava com o penis curvo em ereção, e que eu era a única pessoa que testemunhava este momento nas trocas de fralda, ouvi da boca de vários médicos que era fimose, freio e que quando ele crescesse ficaria tudo bem.

Bem, meu filho começou a crescer, e sempre que eu tinha oportunidade de vê-lo de pipi duro, lá estava ele, torto e para baixo. Falei com várias mães, e todas me diziam -- O do meu filho é assim também, está tudo certo.

Foi então que por acaso vi uma reportagem do Dr. Paulo na TV, e tive certeza de que meu filho tinha uma curvatura peniana grave, e que se não fosse corrigida, ele seria um adulto com problemas de ordem emocional, sexual e afetiva seríssimos.

Percebi então que a maioria das pessoas ignora que tal problema possa existir, não é que as mães não estejam atentas, elas não sabem. Descobri também que a mídia tem sérios problemas de falar sobre curvaturas penianas na tv, e por isso a grande maioria das pessoas desconhece.

Uma vez passada a infância e entrando na adolescencia o menino não procura ajuda, por timidez, se isola, primeira namorada, primeira transa passam a ser tabus, ficar sem roupa na frente dos amigos, vestiário masculino passam a ser evitados, sem contar os enormes problemas emocionais que virão pela frente.

Fico me perguntando porque e de onde veio esta contra cultura, pois nossas meninas quando entram na adolescencia corremos com elas ao ginecologista da família, porque não levamos nossos meninos ao urologista???

Nós mulheres, mães, somos responsáveis pela saúde de nossos filhos, pela saúde emocional, pela saúde afetiva, pela saúde sexual. Queremos que nossos filhos sejam felizes de forma plena.

Então fica aqui o meu testemunho e o meu apelo a todas as mães. Procurem um urologista, não custa nada, só um pouquinho do nosso tempo de mãe, que é bem corrido eu sei. Uma cirurgia bem simples e rápida pode evitar tanto sofrimento e tanto desamor aos nossos filhos. Meu filho hoje tem 11 anos, ele nem sabe a gravidade do problema que tinha, e talvez nunca saiba, pois ele nunca chegou a ter nenhum trauma, ele crescerá feliz como todos os outros meninos.

Um beijo enorme ao Dr. Paulo Egydio, que me atendeu com tanta paciência, esclareceu tantas dúvidas e tratou meu filho com todo cuidado.

Rosana

Março 2008

Diário de um Paciente

Introdução

Gostaria, antes de tudo, de incentivar a leitura deste breve Diário principalmente a todos que sofrem com situações semelhantes às que relatei a seguir e que pouco se motivam a buscar ajuda. Há pouco mais de um ano, lembro de estar visitando o site do Dr. Paulo Henrique Egydio e encontrar informações de uma inovadora técnica que ele havia desenvolvido com total sucesso para o tratamento da doença de Peyronie. O melhor foi descobrir que essa mesma técnica também era aplicável para a correção do pênis curvo congênito, algo que hoje me sinto à vontade de relatar por ter sofrido por longos anos com esse problema.

O impacto disso na minha vida, como certamente para a vida de quem tenha o mesmo problema, é evidentemente enorme. Ainda adolescente, evitava ao máximo me envolver com alguma garota por medo de ter o meu problema descoberto. Afinal, ter um pênis curvo denunciado ao mundo seria um constrangimento. O mais complicado era ouvir os amigos contando suas primeiras experiências e depois ficar me imaginando na tragédia que seria quando tentasse a minha primeira vez. Como "evitava" garotas nessa fase de adolescência, não saí ileso, claro, aos comentários maldosos. Mas acabei tendo a minha primeira experiência ainda nessa época, com uma garota que havia conhecido na escola. Literalmente, foi uma "tortura". Não chegou a ser traumático, mas constrangedor e nada prazeroso para os dois. Pensei em nunca mais fazer aquilo novamente.

Daí em diante, o meu tormento se repetiria em outras ocasiões. Mergulhei no trabalho e em estudos para preencher o tempo e tentar esquecer esse sofrimento. Sem sombra de dúvida, não foi a melhor alternativa. Em uma empresa, cheguei a gostar de uma colega de trabalho e acabei dando corda para a moça. Mas coloquei meu problema à frente dos meus sentimentos. Resultado: ela jamais soube o motivo da minha rejeição repentina, já que sempre dei a entender que gostava dela. Isso durou até o momento em que decidi pedir demissão para me livrar daquela situação. Era completamente imaturo. Ninguém entendeu a minha decisão, já que eu estava em pleno crescimento profissional.

Na verdade, admito que vivi os últimos vinte anos me esquivando daqui, desaparecendo de uma festa dali, evitando namoros e por aí vai. Namorada para valer mesmo, acho que tive apenas uma na vida, lá pelos 24 anos, compreensiva ao extremo. Conheci na faculdade. Como os estudos e o trabalho demandavam muito de nosso tempo, achei que conseguiria lidar mais fácil com a situação. Depois de alguns meses foi inevitável continuar escondendo a realidade. Confiava nela e conversamos muito. Tentamos nos "adaptar" e isso foi durante quase dois anos. No fundo, foi a única pessoa que, de certa forma, me incentivou a procurar ajuda.

Nunca tinha tido facilidade (ou coragem?) de me abrir com ninguém antes; nem com meus pais, irmãos ou amigos. Sempre imaginava que todos sairiam correndo por aí revelando meu caso e rindo de mim. Não sei se fiz bem. Devia, pelo menos, ter tentado. As pessoas que gostam realmente da gente querem o nosso bem. Foi o que percebi com essa namorada. Inconstante que eu era, no entanto, acabamos terminando pouco depois de terminar a faculdade, mais por uma convicção minha de que eu era sexualmente "inviável" para ela. Acho que a protegi de uma certa forma, mas ficou claro para mim que devia tentar me ajudar também.

Procurando por ajuda

Durante um bom tempo, usava aquela desculpa do tipo "acho que a nossa amizade me impede de fazer isso", para escapar de investidas que eu, sem perceber, acabava criando. Senti que era inútil continuar daquele jeito porque já havia magoado muita gente por culpa exclusivamente minha. Estava com 26 anos nessa altura e decidi procurar a tal ajuda médica (até pensei que fosse psicológico, mas o anatômico me preocupava infinitamente mais). Foi uma grande frustração, pois ao relatar o meu caso ao médico que procurei nessa época e explicar os problemas que sofria com a curvatura do meu pênis, ele examinou o órgão, em estado flácido, e disse que não havia nada de errado. Aconselhou-me apenas a pedir para alguém fotografar meu pênis ereto durante um ano para depois voltar ao seu consultório. Havia contado a ele que nasci com o pênis curvo e não entendia o porquê das fotos. Não acrescentou mais nada; só me disse que queria acompanhar a "evolução" da curvatura. Bom, ele deve estar até hoje esperando que eu volte com meu álbum de retratos. Saí de lá mais deprimido do que quando entrei.


Anos mais tarde, lá pelos 28 anos, cheguei até a procurar outro profissional fora de São Paulo, aproveitando um período de férias que tive. Esse não sugeriu uma sessão de fotos por um ano. Apenas perguntou se eu já havia tido relações sexuais. No que respondi que sim, disse-me que era assim mesmo, que eu já deveria ter me acostumado ou que mais cedo ou mais tarde iria me acostumar. Pensei em perguntar caso sentisse uma dor-de-dente se deveria também me acostumar. Com mais essa decepção, havia decidido a desistir e continuar preenchendo meu tempo no trabalho e nos estudos, fazendo restar pouco tempo para ficar martelando esse problema na cabeça. Fiquei assim por mais cinco anos, com consideráveis intervalos de abstinência.

Quem quiser ter uma breve noção do que é um pênis curvo numa relação sexual (se o grau de curvatura permitir) faça o seguinte: inverta os pés do calçado. Calce o direito no esquerdo e vice-versa, de preferência num número de calçado ligeiramente menor para simular o lado mais curto do pênis. Se conseguir calçar, caminhe alguns metros por uns dois minutos. Se o pé sair fora algumas vezes, é normal. Tenha paciência. Calce de novo e recomece. O seu desequilíbrio natural ao caminhar é o incômodo que se passa no emocional na hora H. E o desconforto dos pés nem preciso explicar. Mesmo assim, essa experiência estará distante da situação real.

Consulta com o Dr. Paulo Henrique Egydio

Aqui já estava com 33 anos. Lembro de tomar conhecimento do site do Dr. Paulo ao acaso. Havia digitado como endereço o que acreditava ser semelhante ao meu problema (Peyronie). Li com muita atenção o conteúdo do site e como a sua técnica era aplicada em casos como o meu (pênis curvo congênito). Nessa ocasião, o site do Pênis Curvo não estava no ar, mas havia uma explicação do assunto no "peyronie.com.br". Decidi, assim, utilizar a consulta virtual (e-mail). Acho que fiz mais por desabafo de ter passado uma vida tão monótona do que acreditar que obteria uma resposta. Para minha surpresa, o Dr. Paulo respondeu, explicando de modo bastante objetivo a razão da curvatura e de que havia, sim, solução para o que havia descrito.

Foi o que me deixou mais confiante para marcar uma consulta. Pessoalmente, pude então contar como esse problema me afetava. A minha impressão foi de que parecia estar diante de alguém que já conhecia há muito tempo. Além de suas excepcionais qualificações como médico, devo também dizer que o Dr. Paulo é um excelente ouvinte. Todas as dificuldades que eu tinha para me abrir tiveram seu fim ali mesmo nessa consulta, devido à sua competência em saber ouvir, com total atenção e respeito. Após me examinar, esclareceu todas as minhas dúvidas sobre a sua inovadora técnica e como seria a cirurgia que corrigiria meu pênis curvo. Saí do consultório dele me sentindo renovado, pois havia encontrado alguém que falava a mesma língua que eu, ou melhor, que entendia, de fato, do assunto.

A Cirurgia

Para me sentir mais seguro, optei por não revelar a familiares ou colegas de trabalho que faria a cirurgia. Por isso, o Dr. Paulo me aconselhou a fazê-la num final de semana. Cheguei ao hospital, conforme programado, num sábado no final da manhã, para os procedimentos normais de internação. A cirurgia aconteceria no início da tarde desse mesmo dia. Foi tão tranqüilo para mim que só me recordo da voz do Dr. Paulo após a cirurgia me dizendo que tudo havia corrido muito bem. No domingo, quase final da manhã, recebi a visita dele. Depois de me orientar sobre curativos e medicação pós-operatória e me dar alta, é que fui percebendo e me acostumando à idéia de ter resolvido de vez aquilo que me incomodou por tanto tempo.

Voltei para casa dirigindo, tal como quando cheguei ao hospital no sábado. Parei numa drogaria no meio do trajeto apenas para comprar o medicamento. Nem aceitava que estava tudo resolvido.

Primeira semana

Tirando a minha felicidade, estampada no rosto, a segunda-feira para mim foi um dia normal. Saí um pouco mais tarde de casa, pois iria direto para uma reunião com um cliente, próximo à hora do almoço. Estava operado há apenas dois dias e não imaginava que me sentiria tão bem disposto. Seguindo a orientação do Dr. Paulo, voltei ao seu consultório na quarta-feira para uma avaliação. Estava tudo em ordem. Até o dia da "libertação final" (seis semanas), ainda voltaria a vê-lo mais umas duas ou três vezes. Como não compartilhei esse momento com ninguém da família nem com amigos, foi muito importante conversar sobre essa nova fase. Contei até da primeira ereção que aconteceu involuntariamente no meio da noite e de como havia ficado feliz em constatar o resultado da cirurgia.

Um mês depois

Incrível como as primeiras semanas começaram a fazer a diferença no dia-a-dia. Comecei a pensar em tudo o que havia deixado no passado, as namoradas que deixei de ter por eu próprio sufocar meus sentimentos, da família que deixei de construir até em pensamento, e uma série de outras coisas que deixei de fazer e que não valeria mais a pena relembrar. Posso afirmar, com total certeza, que minha vida ­ vida mesmo, dessas em que você acorda pela manhã com uma vontade enorme de abraçar todo mundo que ama ­ começou depois da cirurgia. Situações absolutamente simples como, por exemplo, dar um bom dia a um colega de trabalho ou dar um beijo em alguém a quem muito estimamos, passaram a ter um significado muito especial para mim.

Três meses mais tarde

Do primeiro para o segundo mês, quando já estava "liberado" para ação, consegui driblar muito bem a ansiedade, algo que já havia experimentado quando se aprende a lidar com o novo. Embora bastante apreensivo, fui me sentido mais à vontade com a minha nova condição (ou nova vida). Sabia que naturalmente iria acontecer, afinal, não ficava mais me escondendo, fugindo ou passando por aquelas outras situações que prefiro deixar mesmo lá atrás. Talvez eu possa resumir como "liberdade" o que senti na minha estréia. Vou plagiar um conhecido compositor para ser mais objetivo: "tudo é questão de manter a mente quieta, a espinha reta e o coração tranqüilo". Não é bem espinha a palavra, mas acho que deu para entender.

Seis meses depois

Desde o primeiro mês depois da cirurgia já percebia que o benefício não era só físico. Existe algo chamado auto-estima, que a gente vai reconstruindo aos poucos, mas de uma forma muito rápida e que se torna perceptível. Tive uma melhora muito expressiva em todos os meus relacionamentos pessoais, inclusive profissionais. Até algumas pessoas que encontrei depois de longas datas se surpreenderam com o meu bom humor e a forma como reagia frente a certas situações. Não é muito complicado de explicar: acho que antes toda a minha atenção se concentrava no meu problema e no fato do tanto que era infeliz por ter um pênis curvo e nas conseqüências disso. Totalmente livre desse tormento, a minha atenção se voltou ao meu completo bem-estar e pessoas com as quais convivo ou me relaciono. Agora, até posso dizer que isso é simples, mas estou convicto de que não seria se não tivesse tido a orientação do Dr. Paulo.

Um ano depois

Acredito que o e-mail a seguir, que encaminhei ao Dr. Paulo neste primeiro ano após a cirurgia, traduza bem o benefício que a sua técnica pôde me proporcionar. Falei de algo hoje extremamente importante para mim que é viver ­ algo que certamente não compreendia. Agradeço, assim, por todo o apoio que tive e pela vida que ganhei. Estou realmente muito feliz com os resultados que essa técnica do Dr. Paulo me possibilitou e por essa razão é que decidi escrever espontaneamente este Diário. Espero que o leitor que tenha eventualmente se identificado com alguma situação que relatei, possa vencer essa barreira ou medo de se abrir e buscar ajuda. Há muito o que se viver. Acredite nisso.

AGENDAMENTO DE CONSULTAS

11-3077-3647

11-98330-0227

Clique aqui para falar conosco.

criação de site MONTOO · otimização de site EXIBOO